Na Fenearte, Lupércio faz críticas à equipe de Câmara

Apesar de reconhecer que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), é uma pessoa “bem intencionada”, o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), fez críticas, nesta quarta-feira (4), à equipe do chefe do Executivo. Os dois participaram, nesta tarde, da abertura da 19ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), no Centro de Convenções, em Olinda.

“Eu tenho visto o governador Paulo Câmara, é uma pessoa bem intencionada, uma pessoa do bem. Como ser humano tem seus defeitos, mas a gente sabe que, infelizmente, alguns gestores acabaram muitas vezes levando a culpa por muitas vezes ser mal assessorado. Não estou aqui generalizando, é importante colocar isso, mas infelizmente o governador é um homem sábio e vai saber separar o joio do trigo porque senão quem vai sofrer as consequências é ele com tudo isso”, declarou Lupércio.

O prefeito de Olinda integra o Solidariedade, partido que está na base do governador Paulo Câmara, mas que anda insatisfeito com a redução do espaço na gestão estadual e com a falta de diálogo. Entre os episódios que causaram insatisfação na legenda, a saída de André Campos (SD) da Perpart e nomeação de um nome do MDB para a Secretaria de Habitação.

Diante do impasse, o partido se reuniu na última segunda-feira (2) para tentar decidir os rumos do partido. Na ocasião, marcou para o dia 4 de agosto a convenção que decidirá o apoio da legenda nas eleições de outubro próximo.

“Estamos sempre nos reunindo, e no dia do jogo do Brasil a gente teve a preocupação de ter um reencontro para que a gente pudesse ter uma discussão mais acalorada e não foi diferente. E aí os meios de comunicação mostraram que há uma insatisfação muito grande por parte do Solidariedade. É uma coisa unânime, consenso de insatisfação, mas nós estamos analisando todos os aspectos para que a gente venha tomar uma decisão correta, que seja o melhor para Pernambuco”, garantiu Lupércio. Segundo o gestor, o partido não está trabalhando no desespero político nem no calor da emoção, mas “com muita razão para que a gente não venha cometer nenhuma irresponsabilidade”.

Com informações da Folha de Pernambuco.