Justiça eleitoral nega pedido do deputado Jarbas Vasconcelos para censurar vídeo da propaganda eleitoral que questiona união dele com o PT

O Tribunal Regional Eleitoral negou pedido feito pelo candidato a senador, Jarbas Vasconcelos (PMDB), para retirar do horário eleitoral gratuito comerciais que questionam a união do peemedebista com o PT do candidato a senador Humberto Costa.  As inserções na propaganda dos candidatos a senador da coligação Pernambuco, Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), fazem um resgate histórico, através de declarações públicas à imprensa, da relação entre o peemedebista e o PT.  O vídeo questiona: “Jarbas é filiado ao mesmo partido de Temer, o MDB. Jarbas votou para o afastamento de Dilma. Jarbas é contra o Bolsa Família e disse na Veja que o Bolsa Família é o maior programa de compra de votos o mundo. No Blog do Jamildo, Jarbas diz que será uma cena bonita ver Lula sendo preso na Lava Jato. Jarbas com o PT de Humberto? Vale tudo pelo voto?”.

Negativa

Ao negar a liminar pedida por Jarbas Vasconcelos para retirar os comerciais da coligação Pernambuco vai Mudar, o juiz Stênio José de Souza Neiva Coelho, considera que a propaganda é regular e não fere a legislação eleitoral. “Não vislumbro indícios de trucagem ou montagem, apenas a exibição de recortes de notícias que foram publicadas, em veículos de comunicação, no passado. Apenas o sobrestamento de imagens de notícias jornalísticas”.

Justiça

O advogado Renato Beviláqua, da equipe jurídica dos Senadores da Coligação Pernambuco Vai Mudar, disse que “a decisão mostra que a Justiça eleitoral entende a crítica de natureza política – ainda que forte e ácida -, como elemento necessário ao debate eleitoral, sendo substrato do processo democrático representativo”.

Justificando

“A interferência requerida pelo candidato Jarbas Vasconcelos, não poderia prosperar. Afinal, não pode o candidato negar o seu passado e sua história. Se disse isso ou aquilo em outro momento não pode querer simplesmente vetar a menção a esses fatos históricos por parte de seus adversários”, afirmou Renato, ressaltando que a veracidade das afirmações atribuídas ao candidato Jarbas Vasconcelos constitui fato incontroverso no processo.

Prefeita do PT apoia Armando

Depois de ser recebido com uma carreata de mais de 500 veículos, entre carros e motocicletas, no município de Tabira, Sertão do Pajeú, Armando Monteiro encerrou o giro por 15 municípios sertanejos com uma carreata e comício promovidos pela prefeita de Calumbi, Sandra Magalhães, Sandra da Farmácia, do PT, que também aderiu à sua candidatura a governador de Pernambuco, junto com dezenas de lideranças de todo o Estado e com o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, principal articulador da campanha de Marília Arraes, que foi barrada numa manobra promovida pelo PSB. No sábado, com Duque, Armando participou da procissão de Nossa Senhora da Penha, padroeira de Serra Talhada.

Motivos

“Armando é leal e sabe honrar compromissos. Ele nunca traiu a confiança de Lula, com quem mantém uma relação de muitos anos, muito antes de serem candidatos juntos, no mesmo palanque, em 2006, 2010 e 2014”, disse a prefeita. “Nos momentos mais difíceis, quando Dilma Rousseff sofreu o impeachment, Armando era ministro dela e esteve ao seu lado o tempo inteiro, até o final”, acrescenta. Luciano Duque, que participou do ato, apontou as contradições do palanque adversário: “Eles agora querem se aproveitar de Lula. É uma vergonha Jarbas fazer o Lula Livre depois de ter comemorado a prisão dele”.

Apoio

Em diversos momentos acompanhado do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco José Marcos de Lima, que o recebeu com uma grande festa em São José do Egito, Armando terminou o giro no sábado à noite com um comício organizado pelo prefeito de Tabira, Sebastião Dias, do PTB, e de Tuparetama, Sávio Torres. Neste domingo, junto com seus candidatos ao Senado, Mendonça Filho e Bruno Araújo, participou de atos em Flores e Calumbi, antes de retornar para compromissos no Recife.

Paulo Câmara reafirma compromisso com a descentralização do acesso ao Esporte em Pernambuco

Em visita ao Parque Santos Dumont na manhã deste domingo (09), o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) reafirmou o compromisso com a descentralização do acesso ao Esporte em Pernambuco. No local, o socialista destacou que os investimentos na área serão tratados como prioridade no seu segundo mandato. Aliar a prática esportiva e a educação, na concepção do governador, é garantir um futuro melhor para os jovens pernambucanos. Na gestão de Paulo Câmara, o Santos Dumont passou por um amplo processo de requalificação, com investimentos que somam mais de R$ 20 milhões.

Ampliando proposta

Durante a visita, Paulo disse que ampliará o alcance dos equipamentos esportivos no Estado. “A gente quer fazer no interior de Pernambuco o que fizemos aqui no Santos Dumont. Um grande espaço de lazer para formação de novos talentos esportivos e para treinamento de alta performance dos pernambucanos que precisam de espaços como este. O esporte é fundamental. Então vamos continuar um programa que já temos, de construção de 200 quadras, que vão possibilitar a integração da melhor escola pública do Brasil com a atividade esportiva, que são fundamentais para formação dos nossos jovens”, pontuou.

Agenda

No Santos Dumont, Paulo Câmara, além de fazer gravações para o guia eleitoral, acompanhou a evolução de áreas que estão passando por reformas, como o ginásio esportivo e a piscina, que terá padrões olímpicos após sua reconstrução. O centro administrativo também está recebendo melhorias. O Santos Dumont já conta com dojô, espaço de Ginástica Rítmica e Danças, área de paisagismo e Academia Recife, Parcão, quadra de Tênis e de Futebol de society.

TRE pune Humberto e manda tirar vídeo que coloca Lula presidente

Pela quarta vez, o candidato Humberto Costa é derrotado pelo Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral. Em nova ação movida pelos candidatos ao Senado pela Coligação Pernambuco Vai Mudar, Mendonça Filho e Bruno Araújo, o desembargador Stênio José de Souza Neiva Coelho decidiu pela retirada do Youtube de vídeos postados por Humberto Costa em que colocam Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à presidência, desafiando decisão do Tribunal Superior Eleitoral. Além de propagar o pedido de votos e referências a Lula como candidato à presidência da República, o que está proibido pelo TSE, os vídeos no Youtube também fazem associação à candidatura de Humberto Costa ao Senado.

O que dizem os advogados

“Nós embasamos a representação em várias decisões do próprio Tribunal Superior Eleitoral, que multaram o programa eleitoral do Partido dos Trabalhadores por justamente fazer estas referências a Lula como candidato, proibição expressa do TSE”, afirmou o advogado Paulo Fernandes Pinto, que representa os candidatos Mendonça Filho e Bruno Araújo.

Na decisão, o juiz Stênio José de Souza Neiva Coelho confirma as diversas menções a Lula como candidato à presidência, destacando que o mesmo teve sua candidatura indeferida pelo TSE, no julgamento do RCand nº 0600903-50, de relatoria do ministro Luís Roberto Barroso.

TSE

“A veiculação e divulgação de Luís Inácio Lula da Silva como candidato à presidência da República, associada à candidatura de Humberto Costa, cria na opinião pública estados passionais e emocionais, à medida que traz a falsa ideia de que ele ainda é candidato e, como tal, apoia Humberto”, explica o desembargador, entendendo que as postagens apresentam propaganda inverídica, podendo confundir o eleitor.

O juiz Stênio José deferiu para a retirada, no prazo de 24 horas, de todos os vídeos, bem como os comentários e os compartilhamentos das mencionadas URL’s, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 5 mil.

Mendonça encerra roteiros de agenda no Sertão em Flores e Calumbi

O candidato ao Senado, Mendonça Filho, esteve neste domingo (09/09), no município de Flores, no Sertão do Pajeú, e foi recebido em evento do grupo de oposição municipal, que apoia a coligação Pernambuco Vai Mudar e também pelo prefeito da cidade, Marconi Santana (PSB), da base de Paulo Câmara e que já declarou apoio à candidatura de Mendonça. “Apoios fortes e que visam ao bem da cidade. Flores pode continuar contando comigo no Senado”, falou Mendonça, que quando ministro da Educação garantiu duas escolas e ônibus escolar para o município.

Por Aldo Vilela