Em Pernambuco, 25 novos deputados estaduais e maior bancada feminina da história

A composição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) terá novidades a partir de 2019. Com as eleições, 25 dos 49 assentos da Casa serão ocupados por políticos que concorriam pela primeira vez a um cargo público ou tentavam retomar protagonismo na conquista de um novo mandato eletivo. Um dos destaques, entre os cerca de 51% de renovação, é a delegada Gleide Ângelo (PSB) que bateu recorde de votos ao obter mais de 400 mil adesões nas urnas.

Dentre os estreantes também aparecem membros de famílias tradicionais políticas, como Guilherme Uchoa Jr (PSC), terceiro lugar no ranking dos votos, filho do ex-presidente da Alepe, Guilherme Uchoa – falecido este ano; João Paulo Costa (Avante), filho do deputado federal Silvio Costa (Avante); Dulcicleide Amorim (PT), esposa do deputado estadual Odacy Amorim (PT); Antônio Coelho (DEM), filho do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB); e Fabíola Cabral (PP), filha do prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB).

Além deles, compõem a lista dos novatos políticos que estavam fora do cenário legislativo como o ex-deputado estadual por seis mandatos Manoel Ferreira (PSC), pai dos irmãos André (PSC) e Anderson Ferreira (PR) – respectivamente deputado estadual e prefeito de Jaboatão dos Guararapes; e os ex-prefeitos de Caruaru, no Agreste, José Queiroz (PDT), e do Recife, João Paulo (PCdoB).

Outros nomes novos são o ex-presidente da Fetape, Doriel Barros (PT); o tenente-coronel Fabrizio Ferraz (PHS); e Clarissa Tércio (PSC), filha do presidente Igreja Assembleia de Deus em Jaboatão, Francisco Tércio.

Bancada feminina dobra

Outro destaque obtido com a eleição foi o aumento da bancada feminina da Alepe. A representação passou de seis para dez mulheres. Fora as que já compunham o colegiado e conquistaram a reeleição – Simone Santana (PSB), Priscila Krause (DEM), Teresa Leitão (PT) e Roberta Arraes (PP) – as novatas Gleide, Clarissa, Fabíola, Dulcicleide, Alessandra Vieira (PSDB) e Juntas (PSOL) vão dar uma nova cara a bancada.

O número de dez deputadas, entretanto, se amplia quando contabilizado o fato de a Juntas formar um mandato coletivo composto por 5 codeputadas: Jô Cavalcanti, Carol Vergolino, Robeyoncé Lima, Joelma Carla e Kátia Cunha.

Confira a lista dos eleitos deputados estaduais:

Gleide Ângelo (PSB)
Pastor Cleiton Collins (PP)
Guilherme Uchoa Jr (PSC)
Doriel Barros (PT)
Clodoaldo Magalhães (PSB)
Rodrigo Novaes (PSD)
Aglailson Victor (PSB)
Lucas Ramos (PSB)
Adalto Santos (PSB)
Simone Santana (PSB)
Joaquim Lira (PSD)
Manoel Ferreira (PSC)
Clarissa Tércio (PSC)
Francismar (PSB)
Diogo Moraes (PSB)
Gustavo Gouveia (DEM)
Tony Gel (MDB)
William Brigido (PRB)
Joel da Harpa (PP)
Claudino Filho (PP)
Priscila Krause (DEM)
Alessandra Vieira (PSDB)
Antônio Coelho (DEM)
Alberto Feitosa (SD)
Fabíola Cabral (PP)
Rogério Leão (PR)
Juntas (PSOL)
Waldemar Borges (PSB)
Álvaro Porto (PTB)
Clovis Paiva (PP)
Antonio Moraes (PP)
Eriberto Medeiros (PP)
Henrique Queiroz Filho (PR)
Isaltino (PSB)
Romero Sales Filho (PTB)
Zé Queiroz (PDT)
Teresa Leitão (PT)
João Paulo (PCdoB)
Romero (PP)
Delegado Lessa (PP)
Roberta Arraes (PP)
Antônio Fernando (PSC)
Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB)
Romário Dias (PSD)
Wanderson Florêncio (PSC)
João Paulo Costa (Avante)
Aluisio Lessa (PSB)
Dulcicleide Amorim (PT)
Fabrizio Ferraz (PHS)

Por Giselly Santos/LeiaJá