Datamétrica divulga a pesquisa para a corrida presidencial, nada de diferente ao menos por enquanto

O instituto Datamétrica soltou os números da recente pesquisa feita aqui em Pernambuco agora para os candidatos à presidência do Brasil e as intenções de voto espontâneas para presidente sinalizam a força do ex-presidente Lula em Pernambuco. Como sempre o ex- presidente Lula aparece em primeiro lugar, com 41% das intenções de votos, seguido distantemente por Jair Bolsonaro com 9%, Ciro Gomes, com 2%, e os demais com 1% ou menos. Os resultados são da pesquisa Datamétrica, realizada nos dias 8 e 9 de junho.

Pedindo voto

Nas intenções de voto estimuladas, foram feitos dois exercícios: com Lula e sem Lula. Na simulação com Lula (PT), o ex-presidente aparece com 59%, Jair Bolsonaro (PSL) com 11%, Marina Silva (Rede) com 3%, Ciro Gomes (PDT) com 3%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 2% e o restante com 1% ou menos.

Comparando

Avaliando os vários cenários colocados e batendo os estratos da pesquisa, confirma-se que Lula é forte em todos as situações. Na camada até o ensino fundamental, ele aparece com 68% das intenções. Entre os que têm 60 anos ou mais, ele atinge 74%.

Inversão de números

No segmento de menor frequência de intenções de voto, que é de eleitores com até o ensino médio, ainda assim as intenções de voto no ex-presidente são elevadas: 46%. A força  de lula é bem distribuída: 59% das intenções de voto da Região Metropolitana do Recife e 58% dos votos das demais mesorregiões agrupadas.

Lula Fora

Na simulação sem a opção de Lula, branco/nulo/ninguém cresce de 16% para 45%.  Marina, dentre os pré-candidatos, é quem mais se beneficia, crescendo de 3% para 15%. Ciro Gomes sobe de 3% para 6%. Os demais crescem 1% ou menos.

Corrida de votos

Observada a migração dos votos em Lula na estimulada de primeiro turno, entre o cenário com ele e sem ele, 21% dos que apontaram Lula como opção migraram para Marina Silva e 6% escolheram Ciro Gomes. São os pré-candidatos percebidos hoje como de maior capacidade de substituí-lo. Metade dos eleitores de Lula, exatos 50% dos entrevistados, afirmam que, na falta de opção com Lula, votam branco/nulo/ninguém.

Segundo turno novas eleições

Nas simulações de segundo turno, os resultados mostram um pré-candidato sem concorrentes, praticamente. Entre o pré-candidato do PT, Lula, e o pré-candidato do PSL, Jair Bolsonaro, Lula aparece com 69% e Bolsonaro com 14%. Na simulação entre Lula e Geraldo Alckmin, o ex-presidente apareceu com 71% o ex-governador de São Paulo com 7%. O cenário entre Marina Silva e Jair Bolsonaro mostra Marina com 34% e Bolsonaro com 16%.

 

Sem Bolsonaro

Quando se substitui Bolsonaro por Alckmin nesta simulação, Marina permanece com 34% e Alckmin mostra ainda menos força, 10%. Na possibilidade de Ciro Gomes enfrentar Jair Bolsonaro ou Geraldo Alckmin, os resultados hoje não seriam mais expressivos. No primeiro caso, Ciro Gomes aparece com 22% e Jair Bolsonaro com 16%; entre Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, temos 20% a 12%.

Registro

A pesquisa tem margem de erro de 4 pontos percentuais. Foi realizada com 600 pessoas e registrada no TRE-PE sob a numeração PE-02648/2018.

Lula eleito

49% dos pernambucanos acreditam que Lula será eleito presidente nestas eleições, outros 16% acreditam que Bolsonaro vencerá. Os demais pré-candidatos são citados em 1% ou menos dos casos. Esta expectativa de vitória é um indicador curioso. Quando os entrevistados são perguntados se acham que Lula será realmente candidato, 58% disseram que sim e 35% disseram que não. Dos 58% que acreditam na candidatura dele, 67% acham que ele se elegerá. Entre os 35% que acreditam que ele não será candidato, ainda assim, 18% afirmaram que ele será eleito presidente. Dentre esses mesmos 35% que não acreditam na viabilidade da candidatura de Lula, 32% disseram que não sabem quem será eleito presidente.

 

Quem vota em Lula?

O eleitor de Lula, ao ser perguntado sobre a intenção de voto para governador, não apresenta até o momento um viés de favorecimento à pré-candidata do PT, Marília Arraes. Na pesquisa publicada ontem pelo Diario, viu-se que Paulo Câmara teria 20%, Marília Arraes 17% e Armando 14%. Demais votos somam 49%.

 

Distribuindo os votos

Dentre os 59% dos eleitores entrevistados que revelaram intenção de voto a presidente em Lula, os votos para governador se distribuiriam da seguinte forma: 24%, 22% e 16%, para Paulo Câmara, Marília Arraes e Armando Monteiro, respectivamente. Não há, dentre os três, um que seja particularmente preferido do eleitor de Lula neste momento.

Escolas melhores

O Programa Novo Clima já beneficiou mais da metade das escolas da rede municipal de ensino. O marco será comemorado amanhã, com a entrega da climatização completa da escola Almirante Soares Dutra, no Cabanga. A iniciativa prevê a instalação de ar-condicionados em todos os ambientes escolares das 309 unidades de ensino da Secretaria de Educação do município.

Custos programados

Até 2019, a Prefeitura do Recife está investindo R$ 15 milhões na aquisição, instalação e manutenção dos equipamentos. Quando for finalizado, o Novo Clima vai beneficiar diretamente todos os 90 mil alunos e 6.925 professores da rede municipal, que estão no dia a dia em sala de aula. Desde a implantação do programa já chegou a 53 unidades climatizadas em 2017 e mais 31 delas em 2018.

Projeto prevê proibição do acesso de banhistas a áreas de ataques de tubarão 

Preocupado com o aumento no número de ataques de tubarão no Recife e em Jaboatão e que resultou na morte de um jovem de 18 anos no último dia 03, na praia de Piedade, o deputado João Eudes (PP) encaminhou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de Pernambuco, para restringir o acesso de banhistas em áreas com maior risco e incidência de ataques de tubarão.

O projeto

O Pl de nº 1985/2018 possui seis artigos, que determinam a vedação do acesso de pessoas ao mar nas áreas comprovadamente expostas a ataques e que deverão ser definidas pelo Governo do Estado e de órgãos que estudam os ataques dos tubarões. Também determina a colocação de telas de limitação; obriga os guardas vidas e órgãos públicos responsáveis pela segurança, a advertirem a população sobre a proibição do acesso a determinadas áreas e a aplicação de multa no valor de R$ 300,00 a quem descumprir a advertência. Ainda determina a intensificação da sinalização, com aumento no número de placas nas áreas de maior incidência de ataques e inclusive com avisos sobre o pagamento da multa prevista por lei.