Assembleia Legislativa deve ter bancada feminina elevada, Fabíola Cabral deve ser o destaque nessa legislatura

Atualmente a bancada feminina na ALEPE é composta pelas deputadas Simone Santana (PSB), Socorro Pimentel (PTB), Priscila Krause (DEM), Laura Gomes (PSB), Roberta Arraes (PP) e Tereza Leitão (PT). Destas, ao menos as três primeiras têm uma renovação do mandato líquida e certa, as demais disputam com relativa competitividade em suas respectivas coligações. A bancada tem tudo para aumentar a sua representatividade no Legislativo Estadual. Dentre tantos nomes femininos na luta por uma vaga na Alepe, o destaque vem da publicitária  Fabíola Cabral. Fabíola é jovem tem o DNA da política com o pai o prefeito Lula Cabral do Cabo de Santo Agostinho, o tio também é deputado estadual. Fabíola desde sempre acompanha o pai em todos os processos eleitorais, sempre atuando nos bastidores resolveu entrar na disputa este ano para elevar o número na participação feminina no parlamento, dona de boas ideias, conhecedora dos problemas no Estado de Pernambuco e sempre atuante na política, Fabíola sai dos bastidores e deve engrossar o coro das mulheres na Assembleia legislativa no ano que vem.

Paulo Câmara: “A nossa parceria é com Lula e com o povo” 

O governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB), comandou, na noite desta terça-feira (28/08), a inauguração do Comitê no Paulista da Frente Popular. Durante o ato, que reuniu mais de cinco mil pessoas, o socialista ressaltou que os pernambucanos têm mostrado nas ruas que querem ver Pernambuco seguir avançando, acumulando cada vez mais conquistas. “E mostram isso porque sabem que a nossa parceria é com Lula e com o povo”, afirmou.

Mais um ponto

A inauguração do novo espaço da Frente Popular contou com o seu companheiro de chapa o senador Humberto Costa (PT), candidato à reeleição, o prefeito Júnior Matuto (PSB), o deputado estadual Francismar Pontes, além de um grande conjunto de postulantes a cadeiras na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

Empolgado

“Esse lado daqui é o lado de pessoas comprometidas com o nosso Estado e com o País. É o lado dos pernambucanos que pensam e trabalho pelo melhor para o nosso Estado. O outro lado é o da turma que aumentou o preço do gás de cozinha, do combustível, que retirou direitos dos trabalhadores e que querem vender patrimônios do País, como a Chesf e o Rio São Francisco”, lembrou Paulo Câmara.

Humberto em busca de votos

O senador Humberto Costa frisou que a aliança liderada pelo governador Paulo Câmara em Pernambuco foi determinante para reforçar o projeto que acena com o retorno do ex-presidente Lula ao comando do Palácio do Planalto. “E essa parceira dará muitos frutos para o nosso Estado. Estaremos muito juntos, com as forças políticas de esquerda unidas em favor do Brasil e de Pernambuco”, pontuou.

Em caminhada, Fred Ferreira defende mais investimentos em segurança e educação básica

Em caminhada na tarde desta terça-feira (28) no bairro do Jordão, Zona Sul do Recife, o candidato a vice-governador da coligação Pernambuco Vai Mudar, vereador Fred Ferreira (PSC), ressaltou a importância de fazer investimentos na segurança e na educação infantil.

Apoio

Mais um prefeito do PSD, partido que dá sustentação ao governo Paulo Câmara, deixa a Frente Popular e se engaja na corrente da mudança encabeçada pelo senador Armando Monteiro (PTB). Desta vez é o chefe do Executivo de Bom Jardim, João Lira.

Justificando

“Pernambuco precisa de algo diferente. Precisamos melhorar em todas as áreas.  A violência tem índices altos, a educação deixa a desejar e a saúde está um caos. Falta diálogo. Os secretários só vivem no gabinete”, disse Lira, após reunião com o candidato a governador e o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos).  “O homem certo para botar Pernambuco no seu devido lugar é Armando. Alguém que tenha voz ativa, que conversa com as pessoas”, completou

Correndo  em busca de votos

Embora esteja longe de repetir os mais de 100 mil votos que conseguiu apenas no Recife na eleição passada, o deputado federal Felipe Carreras (PSB) tem grande chance de sair da capital com uma expressiva votação. Para isto, ele conta com uma parceria com três deputados estaduais, além de dois vereadores e vários suplentes que serão candidatos a deputado estadual, sem falar no grande número de lideranças comunitárias que estão fechadas com ele.

Sem tv

Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou, na noite de terça-feira, um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que as emissoras de TV façam a cobertura da campanha do petista, que está preso em Curitiba, da mesma forma que produzem conteúdo relacionado a outros candidatos. Os canais de TV questionados pelo petista eram TV Globo, TV Ômega Ltda., Bandeirantes, Record e SBT.

Acabou

Relator do pedido do petista, o ministro Sérgio Banhos disse ser “flagrantemente inviável” conceder ao petista o mesmo tratamento na programação das emissoras em relação aos demais candidatos já que, “por estar impossibilitado de fazer campanha, não tem agenda a ser divulgada”. Na petição protocolada por advogados de Lula e da coligação “O Povo Feliz de Novo”, que inclui PT, PCdoB e PROS, a defesa alegou que alguns canais de TV “omitem de sua programação comum a existência da campanha de Lula”.